Início Contato Editorial
ParlamentoPB







Tião e Daniella se chamam de "dona da água" e "bajulador"

Assembleia
16.11.2016 - 14:23:43
 
Tião e Daniella se chamam de
 
Parlamentopb.com.br - Áudio
  Clique para ouvir
A deputada estadual Daniella Ribeiro (PP) usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba hoje de manhã para denunciar o roubo de água do Açude de Boqueirão, responsável pelo abastecimento da cidade de Campina Grande, que enfrenta um racionamento rigoroso desde o ano passado. A parlamentar exibiu um vídeo no qual um caminhão-pipa utilizava o manancial sem autorização e acusou o governo do Estado de permitir o desvio de água por não prover uma fiscalização eficaz do reservatório e adiantou que vai apresentar uma ação de improbidade administrativa contra a Aesa e o Governo por causa do furto de água.
 
"Há uma omissão do órgão que faz a fiscalização. Se houvesse fiscalização, não haveria furto. Campina Grande vive um racionamento forte e o Governo diz que vai aumentar esse racionamento. Então, a questão é muito séria. Tem gente que vai lá e retira água porque aquele é seu ganha pão. E não existe nenhuma fiscalização. Vamos acionar o Ministério Público contra isso", disse a deputada.
 
O discurso de Daniella provocou celeuma e dois deputados, na sequência, defenderam o Governo da Paraíba. Anísio Maia retrucou que o Governo estava fazendo a parte dele e que Daniella havia flagrado um caso pontual. Ele ainda criticou a bancada federal, da qual o irmão da deputada faz parte, por não ter tomado providências efetivas para amenizar a situação da estiagem no Estado. Ele ainda alfinetou: "Pode estrebuchar que eu continuo dizendo que a bancada federal não fez nada. Não usou as emendas impositivas para ajudar na convivência com a seca", disse o petista.
 
Mais contundente foi Tião Gomes, que chegou a ironizar a deputada e chamá-la de "dona da água" ou "rainha da água de Campina Grande":
 
"O que foi que o ministro Aguinaldo Veloso Borges fez com relação a essa água para que hoje a deputada Daniella viesse hoje com tanto ódio contra o governador que está trabalhando... eu não sou bajulador de ninguém, não, deputada. Não faça ouvidos de mercador. Eu não sou da qualidade da senhora. Eu conheci vossa excelência na Granja [Santana] bajulando o governador. Eu não sou bajulador de ninguém. Nem de Ricardo Coutinho, nem de Zé Maranhão, nem de Cássio, nem de ninguém. Se eu disse que Aguinaldo não fez nada, ele dissesse que ele fez isso ou aquilo. Mas, não, foi às emissoras de rádio me desqualificar chamando de bajulador. Mas, é engraçado mesmo! Quem eu conheci bajulando na Granja quando conheci Ricardo Coutinho foi vossa excelência e sua família. Eu não pratico o que praticaram com Lula e Dilma. Dilma não poderia tirar uma foto que Aguinaldo estava atrás dela. Ricardo Coutinho, quando era candidato, não podia tirar um retrato que era a senhora e a família perto dele. Quando eu quero dizer algo, eu digo, mas nunca faltei com respeito com nenhum companheiro meu. Mas, resposta eu dou. Se pisarem nos meus calos, eu falo! Se falar de mim, tem resposta. O que Aguinaldinho fez pela água de Campina Grande? Mas, a deputada quer ser a dona da água, a rainha da água de Campina Grande".
 
Daniella, em aparte, foi breve. Disse que o teor do discurso de Tião revelava inveja em relação ao irmão dela e alfinetou: "Para um deputado que quebra urna, que tem um comportamento completamente rechaçável, eu deixo apenas um ensinamento da Bíblia. Encerro dizendo que não devemos jogar pérolas aos porcos".


      Enviar notícia por e-mail

 
Últimas Notícias

20:15:20
Suspeitos de matar vendedor no Parque do Povo vão para o presídio
 

20:10:17
Câmara criminal nega habeas corpus a preso pela “Operação Gabarito”
 

16:07:00
Projeto garante manutenção de Bolsa Desempenho para policial ferido em plantão
 

15:02:49
Estela Bezerra integra Comissão de Recesso da Assembleia