Início Contato Editorial
ParlamentoPB







Prefeitura de Conde fixa expediente de 7h às 13h

Paraíba
10.01.2017 - 00:43:56
 
Prefeitura de Conde fixa expediente de 7h às 13h
 
Os servidores da Administração Direta e Indireta da Prefeitura de Conde já estão com uma nova jornada de trabalho definida. O decreto nº 003 de 05 de janeiro de 2007, assinado pela prefeita Márcia Lucena, determina que o expediente do funcionalismo público municipal será das 7h às 13h, de segunda a sexta-feira, à exceção daqueles que ocupam cargos comissionados de direção e os que atuam em serviços essenciais.
 
Para a prefeita, adequar a jornada de trabalho dos servidores é uma maneira de garantir o pleno funcionamento da máquina pública no município: “A reforma administrativa aprovada pela Câmara Municipal é uma proposta inovadora que implanta novos serviços, vai garantir o atendimento à população que estava totalmente desorganizado em áreas importantes como saúde, educação, assistência social, e organizar o horário do funcionalismo é um passo importante, indispensável para que o trabalho seja realizado”, informou Márcia Lucena. Ela acrescentou que “chegamos a essa definição, começar cedinho, depois de escutar as pessoas, mães que precisam resolver coisas importantes num dos órgãos da Prefeitura e por não terem transporte para voltar para casa na zona rural depois das 16 horas têm que dormir no Centro. Pela manhã, esse problema deixa de existir”.   
 
Os servidores que não se enquadram no decreto são os comissionados de Direção e Assessoramento Superior, servidores das secretárias de Saúde, Receita, Segurança Pública, Meio Ambiente e da Guarda Civil, e os servidores do Magistério Público Municipal, seja em qualquer função desta atividade.


      Enviar notícia por e-mail

 
Últimas Notícias

16:43:18
Sede de Associação dos Procuradores é inaugura em solenidade prestigiada
 

16:32:02
Fernando Haddad fará palestra em João Pessoa
 

15:38:01
Faculdade oferece 100 bolsas de até 100% em João Pessoa
 

11:53:30
Delação de Marcos Valério atinge FHC, Lula e Aécio